ESTÉTICO

BIOESTIMULADOR DE COLÁGENO

Ácido poli-L-láctico (PLLA)

É um produto biocompatível, reabsorvível, imunologicamente inerte, que induz a produção de colágeno novo através de resposta inflamatória subclínica, indicado para flacidez e restauração do volume facial.

O processo de envelhecimento na face inicia-se lentamente ao redor dos 20 anos, quando a taxa de renovação celular se torna mais lenta, mas as manifestações demoram anos para ser percebidas e são determinadas pela depressão de tecidos moles, com perda de tecido muscular, tecido celular subcutâneo, tecido ósseo e atrofia da pele.

 

O ácido poli-L-láctico, quando aplicado dentro da pele estimula a formação de colágeno, gerando firmeza, diminuição de rugas na pele e corrigindo as alterações do contorno do rosto.
Apresenta também bons resultados no tratamento da flacidez dos braços, flacidez abdominal (emagrecimento ou após a gravidez), flacidez da pele do bumbum e das coxas.

A diferença do Ácido L-Polilático para o Ácido Hialurônico está no combate a flacidez. 

A melhor indicação para o produto é utilizá-lo como bioestimulador tridimensional em pacientes que desejam aparência natural sem o aspecto de cansaço. O ácido poli-L-láctico não é injetado diretamente em rugas ou sulcos, mas difusamente em áreas que se apresentam côncavas ou áreas de sombra, causadas por perda de gordura hipodérmica e/ou subcutânea devido ao envelhecimento, perda de peso, lipoatrofia secundária a doenças, injeção de corticoide e após cirurgia de lifting facial.

O uso do ácido poli-L-láctico deve ser evitado em algumas áreas faciais como regiões perioral e periorbitais, que são regiões de hipermobilidade muscular e não está indicado para preenchimento de lábios.

O ácido poli-L-láctico promove a melhora no contorno facial, incluindo linhas mandibulares, sulcos nasogenianos, região temporal, região malar e a correção de linhas de marionetes, restaurando a forma harmônica da face.

O mecanismo de ação consiste na estimulação de fibroblastos, em resposta a uma inflamação tecidual subclínica. Após a aplicação do ácido poli-L-láctico, o paciente deverá aguardar a produção de colágeno que se iniciará em prazo de seis a oito semanas. 

O resultado final será alcançado em período que varia de três a seis meses. Duração do tratamento é de 2 anos. 

HIDROXIAPATITA DE CÁLCIO

A hidroxiapatita de cálcio é um produto injetável, que proporciona preenchimento imediato, redução das rugas profundas, melhora de contorno e produz efeito lifting,  além disso age como bioestimulador de colágeno, que por estimular a produção de colágeno recupera a firmeza e a elasticidade da pele. Resultados significativos são visualizados após 3 semanas da aplicação, e tem efeitos de longa duração, uma vez que estimula a produção de colágeno no organismo.

 

A hidroxiapatita de cálcio pode ser utilizada para diversos tratamentos, veja alguns deles:

•    Bochechas: o produto pode ser injetado nessa região a fim de projetá-las, conferindo-lhe um discreto volume.

•    Ângulo da mandíbula: quando injetado nessa região, proporciona uma mandíbula marcada, angulada e mais quadrada.

•    Queixo: é indicada a utilização desse produto pra aumentar o seu tamanho e dar definição.

•    Têmporas: com o tempo as têmporas afinam, dando um ar de envelhecimento a face, sendo assim, a utilização da hidroxiapatita de cálcio proporciona o seu preenchimento.

•    Mãos: com o passar dos anos, as mãos apresentam uma aparência esquelética e as veias se tornam saltadas e aparentes por baixo de uma pele fina. Utilizando o produto as mãos ficam preenchidas e viçosas. 

•    Glúteos, abdome, braços, coxas: atuando também como bioestimuador de colágeno, a hidroxiapatita de cálcio confere firmeza da pele dessas regiões, tratando a flacidez e reduzindo pregas e até mesmo tratando a celulite dos glúteos e coxas.

•    Face, pescoço e colo: com a diluição adequada, a hidroxiapatita de cálcio não exerce efeito preenchedor, sendo usado apenas como bioestimulador de colágeno, reduzindo flacidez e rugas dessas regiões.