CAPILAR

DERMATITE SEBORREICA

Dermatite seborreica é uma inflamação na pele que causa principalmente descamação e vermelhidão em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, couro cabeludo e orelhas. 

 

É uma doença de caráter crônico, com períodos de melhora e piora dos sintomas.

A causa não é totalmente conhecida, e a inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como alergias, situações de fadiga ou estresse emocional, baixa temperatura, álcool, medicamentos e excesso de oleosidade. A presença do fungo Pityrosporum ovale também pode provocar a doença. Já a dermatite seborreica em recém-nascidos, conhecida como crosta láctea, é uma condição inofensiva e temporária, na qual aparecem cascas grossas amarelas ou marrons sobre o couro cabeludo da criança. Escamas semelhantes também podem ser encontradas nas pálpebras, nas orelhas, ao redor do nariz e na virilha. Tanto em adultos quanto em crianças. A doença não é contagiosa e não é causada por falta de higiene. Também não é uma alergia e tampouco perigosa.  

De forma geral, os sintomas da dermatite seborreica são:

  • oleosidade na pele e no couro cabeludo;

  • escamas brancas que descamam – caspa;

  • escamas amareladas que são oleosas e ardem;

  • coceira, que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de “cutucar” a pele;

  • leve vermelhidão na área;

  • possível perda de cabelo.

  Esta dermatite pode ocorrer em diversas áreas do corpo. Normalmente, se forma onde a pele é oleosa ou gordurosa, como couro cabeludo, sobrancelhas, pálpebras, vincos do nariz, lábios, atrás das orelhas e tórax.

 

 FATORES AGRAVANTES:

1) Não lavar o cabelo regularmente

Um couro cabeludo saudável é um couro cabeludo limpo. Não lavar a região regularmente pode refletir no aumento da oleosidade e, consequentemente, na piora da dermatite seborreica. Entretanto, essa higiene acaba variando de acordo com o tipo do cabelo de cada paciente. Para quem tem os fios mais oleosos, o indicado é realizar esse ritual todos os dias. Já quando se trata de um couro cabeludo mais seco e sensível, vale espaçar esse intervalo de tempo de acordo com o período recomendado pelo seu dermatologista.

 

2) Usar boné e chapéus com muita frequência

Usar chapéus e bonés com muita frequência aumenta a produção de suor e, consequentemente, a incidência de caspa. Além disso, o abafamento do couro cabeludo colabora para a proliferação do fungo Malassezia fufur - um dos causadores da dermatite seborreica. 

 

3) Tratamentos químicos, como escovas progressivas

Quem faz escova progressiva ou outros tratamentos químicos similares que proporcionam a selagem dos fios, muitas vezes percebe uma descamação intensa no couro cabeludo. O sebo que vem da raiz do cabelo não consegue passar para o comprimento dos fios por conta da selagem dos produtos, ficando mais retido no couro. Por conta desse excesso de oleosidade na região, o quadro de dermatite agrava, resultando em uma quantidade maior de caspa.

 

4) O uso demasiado de ferramentas quentes, como secadores e chapinhas

O calor excessivo vindo desses acessórios pode causar irritação e aumento da oleosidade no couro cabeludo, o que acaba refletindo na proliferação da caspa. Portanto, é bom evitar o contato direto destas fontes de calor com a raiz do cabelo: o ideal é manter a distância de, pelo menos, 20 centímetros do couro.

 

O diagnóstico é feito clinicamente por um dermatologista.

Em alguns casos é necessária a realização de alguns exames clínicos, como o micológico, a biópsia e o teste de contato. 

 

O tratamento precoce das crises é importante e pode envolver as seguintes medidas: lavagens mais frequentes; interrupção do uso de sprays, pomadas e géis para o cabelo; o não uso de chapéus ou bonés; o uso de xampus que contenham ácido salicílico, alcatrão, selênio, enxofre, zinco e antifúngicos; o uso de cremes/pomadas também com antifúngicos e, eventualmente, com corticosteroide, dentre outros especificados pelo dermatologista.

 

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/dermatite-seborreica/3/

https://www.dermaclub.com.br/blog/noticia/dermatite-seborreica-no-couro-cabeludo-4-habitos-que-podem-estar-piorando-essa-doenca-de-pele_a6809/1

DERMATITE SEBORREICA 1.jpg
DERMATITE SEBORREICA.jpg