CIRÚRGICO

XANTELASMA

Xantelasma é um pequeno depósito de gordura e colesterol que ocorre logo abaixo da superfície da pele, especialmente ao redor dos olhos.  É relativamente comum e afeta principalmente adultos.  Frequentemente, xantelasmas são associados a níveis elevados de colesterol no sangue, sem ser contagiosos. Há diversas outras condições de pele que se assemelham ao xantelasma, e o médico dermatologista está apto a fazer o diagnóstico e tratamento corretos.  

 

 Xantelasma não costuma apresentar nenhum sintoma. Entretanto, por afetar a face, são causa de constrangimento e impacto estético nos pacientes. Geralmente, são pequenas pápulas planas e amareladas, situadas nas pálpebras superiores ou inferiores, próximos do centro da face. As lesões, se não tratadas precocemente, crescem de forma progressiva.

 

Os xantelasmas podem ser tratados por meio de cirurgia da pele, com remoção e sutura sob anestesia local; mas também com técnicas destrutivas, usando ácidos, laser ou eletrocoagulação. Todos os tratamentos podem deixar uma pequena marca ou cicatriz. O tamanho do xantelasma e sua localização são os principais fatores que determinam o risco de cicatriz. Portanto, a identificação e o tratamento precoces são fundamentais para o sucesso da cirurgia.

 

Não há forma de se prevenir  xantelasmas.

 

Há a possibilidade dos xantelasmas voltarem a surgir no mesmo local, mesmo após a remoção ou destruição completa.